Mermaids




Os vídeos da sereia na rede e da sereia registrada no fundo do mar na Groenlândia são trechos do documentário: Sereias e sua continuação Sereias: Uma Nova Evidência. Na realidade é tudo uma fraude. Assombrado.com.br



Uma das teorias é a Hipótese do Macaco Aquático: ancestrais mais ou menos próximos dos humanos teriam adotado, durante um certo período, um estilo de vida semiaquático na costa africana, seja pela necessidade de buscar alimento na água ou de defender-se de predadores. Assombrado.com.br



Depois do documentário que ganhou o carimbo de falso pelo Discovery, pelo Animal Planet, Dr. Torstein Schmidt e seu colega supostamente filmaram um "cardume" de sereias passando, além de gravarem o momento em que uma delas toca o vidro do mini-submarino. Buried Zone


Em 1718, o francês Louis Renard publicou em Amsterdam uma colecção ilustrada de desenhos científicos intitulada Poissons, Ecrevisses et Crabes: de diverses couleurs et figures extraordinaires, que l'on trouve autour des Isles Moluques, et sur les côtes des Terres Australes, onde incluiu um exemplar de sereia, capturada próximo de Amboino, no arquipélago das Molucas (atual Indonésia) que sobreviveu quatro dias e sete horas numa bacia com água. O testemunho foi obtido, juntamente com desenhos originais entre 1705 e 1715, de funcionários da Companhia das Índias Orientais holandesa. Buried Zone
A sereia-guerreira nórdica, símbolo heráldico da cidade de Varsóvia - a Warszawska Syrenka -, vinda das profundezas do Mar Báltico, e a bizarra lenda trágico-amorosa de Mélusine, a fada-sereia fundadora e protectora da ilustre Casa de Lusignan, no Poitou (centro-Oeste da França), conciliando diversos elementos, a Água enquanto sereia, a Terra, enquanto serpente e o Ar enquanto ave, compondo um medonho animal compósito, a improvável ligação entre a linhagem Lusignan e a Starbucks ocorreu em 1971. Maritimo


Sereias e Tritões jamais podem ter todas características humanas terrestres, são uma civilização aquática, então seus organismos e todo seu corpo precisam ser adaptáveis para o seu habitat.Oculto Revelado - A Verdade




Diferentemente dos outros mamíferos terrestres, que concentram o tecido adiposo apenas na região abdominal, os seres humanos também apresentam gordura subcutânea, e sob este aspecto, somos mais parecidos com os mamíferos que vivem ou brincam na água – hipopótamos, elefantes, leões marinhos, baleias. O biólogo Alister Hardy, só poderia haver um motivo para que os seres humanos compartilhassem uma característica típica dos mamíferos aquáticos ou semi-aquáticos: um antepassado aquático ou semi-aquático. Sobrenatural.Org


A nadadora e modelo australiana Hannah Fraser, que, inspirada pelo filme Splash, mergulha nos mares para nadar com baleias, golfinhos e tubarões em defesa do oceano e dos ambientes marinhosMaritimo

Representada sem pernas, a Sereia é mulher, mas não tem um sexo humano. Seu rabo é psi, natural das águas, do plano submerso das emoções. Metade mulher - cabeça e coração. Metade peixe - o sexo escondido, inalcançável, fechado em uma armadura de escamas. A Sereia mitológica não tem sexo e, no entanto, personifica o fascínio do feminino, que se traduz em música e beleza. Pode não existir no mundo real, mas o inconsciente coletivo está convencido que a sereia existe, é um arquétipo pulsante. Palavra de Pantera

Postagens mais visitadas