Mulheres Indígenas Lutar é Resistir

Encontro Estadual SP de "Mulheres Indígenas Lutar é Resistir"


No dia 05 de setembro de 1782 faleceu Bartolina Sisa, mulher quéchua que foi esquartejada durante a rebelião anticolonial de Túpaj Katari, no Alto Peru. A ONU Mulheres marcou a data reafirmando o apoio às mulheres indígenas na busca por justiça e em defesa dos direitos individuais e coletivos.



Bartolina Sisa fue una valerosa heroína quechua que participó en el levantamiento contra el colonialismo español junto a su esposo, el virrey y caudillo Tupac Katari. 

Indicativo da Programação:

31/08/18 Chegada das delegações:
19h Grande reza para o fortalecimento do evento com as mulheres indígenas.

1º Dia 01/09/18
Eixos: Saúde dentro dos saberes indígenas

2º Dia 02/09/18
Eixos: Educação Indígena Tradicional

3º Dia 03/09/18
Eixos: Demarcação de Terras e o direito congênito dos povos indígenas
Eixos: Questões Ambientais e o Bem Viver

4º Dia 04/09/18
Eixos: Autodeclaração e Contexto Urbano Manutenção da Cultura e Tradições 

5º Dia 05/09/18
8h Atividades culturais, Roda de conversa, Torés e Reza Guarani
10h Declarações de incentivos “Mulheres indígenas lutar é resistir”
14h Deslocamento Para a Marcha
16H Marcha das Mulheres Indígenas no Estado de são Paulo

6º dia 06/09/18 dispersão das delegações
8h Balanço e encaminhamentos do Encontro.



Mulheres Indígenas Lutar é Resistir
Esta campanha irá receber todas contribuições em 25/08/2018.

"Mulheres Indígenas Lutar é Resistir"
Estrada Turística do Jaraguá, Pirituba, São Paulo - SP, 05161-000, Brasil

Postagens mais visitadas